loader image
Crise climática

Desde a Revolução Industrial, as atividades humanas têm emitido quantidades crescentes de gases de efeito estufa. Esse excesso de emissões na atmosfera torna a camada de ozônio mais espessa e capaz de reter mais calor, resultando no aumento da temperatura média da superfície do planeta — ou seja, no famoso aquecimento global. E nós e todos os outros seres que nele habitam, vivenciamos as alterações no estado do clima: a chamada Crise Climática.

Mas por que isso é uma “crise”? Pois, à medida que a temperatura global aumenta, a Terra e a humanidade sofrem os impactos negativos desse processo, como ondas de calor, fortes chuvas, escassez de água, degradação ambiental e aumento do volume dos oceanos, que consequentemente levam à queda na produtividade agrícola e causam problemas de saúde. Tais impactos reverberam na vida de todas as espécies e da população como um todo, que já enfrenta problemas respiratórios e escassez de recursos com uma frequência cada vez maior.

Crise climática

Colocada como o principal desafio da humanidade atualmente — é justamente seu caráter de emergência que nos faz usar o termo “crise climática” e não “mudanças climáticas” —, ela exige medidas eficazes e a participação de governos, empresas e da sociedade. Afinal, se a atividade humana é a causa do problema, também temos de ser a solução.

Cada um de nós deve se perceber como parte do todo, já que grandes mudanças coletivas partem de indivíduos. É sempre bom lembrar que o comportamento de uma única pessoa serve de inspiração e exemplo para família, amigos e comunidade, catalisando mudanças positivas em grande escala.

Ao adotar hábitos de consumo consciente que diminuem as emissões de gases de efeito estufa e outros impactos negativos, um indivíduo contribui para mudar o cenário atual. E vai além: passa a exercer seu poder de influência multiplicadora no combate à crise climática.

VAMOS DAR OS PRIMEIROS PASSOS?

Para começar, conheça estes 10 primeiros passos:

Passo 1
Passo 2
Passo 3
Passo 4
Passo 5
Passo 6
Passo 7
Passo 8
Passo 9
Passo 10
E-book Primeiros Passos: Crise Climática
Um e-book com informações extras sobre a relação entre escolhas mais sustentáveis e o combate à crise climática. Para ler, se inspirar e compartilhar.
Quero baixar
Por favor, preencha os dados para baixar o seu e-book.
Porque se importar
o aumento de
1,3ºC
na temperatura global provavelmente será alcançado ou até excedido entre 2021 e 2040, a menos que reduções profundas de gases de efeito estufa ocorram nas próximas décadas (WRI)

menos de
0,1ºC

dos 1,1ºC que o planeta aqueceu desde a era pré-industrial se deve a fenômenos naturais — todo o restante está associado às atividades humanas (WRI)

356 mil

pessoas morreram de doenças derivadas das fortes
ondas de calor em todo o mundo somente em 2019 (The Lancet)

1 bilhão
de crianças e adolescentes (quase a metade do total) estão “extremamente expostas” aos impactos da crise climática (Unicef)
9,6%

foi o aumento nas emissões totais do Brasil em 2019,
em comparação com 2018 (SEEG)

Glossário
CONSUMO CONSCIENTE
É consumir com melhor impacto, consumir diferente, sem excessos ou desperdícios, para que haja o suficiente para todos para sempre.
Gases de efeito estufa (GEE)
Gases que envolvem a Terra (como CO2 e CH4) responsáveis por absorver parte da radiação solar, mantendo o planeta aquecido de maneira estável. Em grandes quantidades, eles contribuem para o agravamento do efeito estufa que causa as mudanças climáticas.
Efeito estufa
Fenômeno natural que permite que a temperatura do planeta se mantenha estável em um intervalo adequado para a vida humana e para manutenção da flora e da fauna como as conhecemos. Parte da radiação do sol fica retida em uma camada de gases (CO2, CH4, N2O e vapor d’água), chamada de gases de efeito estufa (GEE), que cobre a Terra e impede que os raios solares sejam totalmente refletidos de volta ao espaço. O problema não é o fenômeno do efeito estufa em si, que é essencial para viabilizar a vida na Terra, mas o agravamento dele causado pelas emissões exacerbadas de GEE, tornando a sua camada mais grossa e, com isso, retendo mais calor na Terra.
Crise climática
(Ou mudança/emergência climática): alterações no estado do clima ao longo de um período prolongado (décadas ou mais) que podem ser decorrentes de processos naturais, como erupções vulcânicas e variações na radiação solar recebida, ou de processos humanos, como é o caso do aquecimento global das últimas décadas. Suas consequências são de enorme gravidade e exigem ação urgente e de grande abrangência, por isso a denominação “crise climática”.
Aquecimento global
Aumento da temperatura da superfície global, podendo ser consequência de causas naturais ou de atividades humanas que causam a emissão de GEE na atmosfera, agravando o fenômeno do efeito estufa. Esse aumento de temperatura é expresso pela média da temperatura em vários pontos de coleta na superfície da Terra.
Pegada de carbono
Quantidade de dióxido de carbono produzido pelas atividades de uma pessoa, empresa, organização, etc.

COMPARTILHE

FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn